DEZEMBRO 2020 A JUNHO 2021

QUINTA DE SUBSERRA

A quinta dos "excelentes ares"

Fundada em 1633 por Diogo da Veiga no lugar de Subserra, do qual herda o nome, a Quinta da Subserra coexistia à época com outros morgadios onde tinham residência algumas famílias nobres, vindo outras ali preencher os seus tempos de lazer nos “excelentes ares”. Desse primeiro período ficou a Capela de S. José com os seus azulejos seiscentistas, a tela do altar-mor pintada também no século XVII pelo pintor régio Bento Coelho da Silveira (1620-1708) e ainda os túmulos de João Roxas Azevedo e sua mulher, terceiros proprietários da Quinta.

Reveste-se de grande interesse a visita aos jardins geometrizados de inspiração francesa e ao edifício apalaçado, reconstruído no século XIX por Manuel Inácio Martins Pamplona e sua mulher D. Isabel de Lemos Roxas, conforme é atestado em lápide fronteira ao “palácio”. No século XIX era a Quinta de Subserra ponto de encontro da alta nobreza da época – foi o tempo dos marqueses de Bemposta e de Subserra.

A Quinta de Subserra alberga hoje a Casa dos Vinhos Encostas de Xira, com uma produção de cerca de cinco hectares cultivada numa encosta virada a nascente. A produção da Casa, um projeto do município de Vila Franca de Xira que se propõe servir como embaixador do concelho na vertente gastronómica e turística, está assente em oito parcelas de vinha entre castas brancas (Arinto, Fernão Pires e Moscatel) e variedades tintas (Castelão, Touriga Nacional, Touriga Franca e Syrah). A Casa garante vinhos tintos de maceração prolongada em lagares, com uma intensidade cromática de vermelho rubi onde se alia um nariz de frutos pretos intensos e vinhos brancos elegantes e frescos com final de boca macio e redondo.

Pode encontrar os vinhos Encostas de Xira, entre outros locais, no Posto de Turismo de Vila Franca de Xira, na Rua Alves Redol, n.º 7 | 2600-099 Vila Franca de Xira.

Contactos
(+351) 263 285 605
E-mail
   ARTIGO ANTERIOR
PRÓXIMO ARTIGO